CÉU FULGUROSO

Esse ar peregrino
 traz o enigma e o incerto
me enleia o peito deserto
com seu recheio divino

 o distante se faz perto
com sua alma de seda
alegre risonha leda
estou sonhando dicerto

e o sol da tarde
pleno no céu curioso
contempla silencioso
te absorve brilha e arde

voce em meu céu de tarde
brilho clarão fulguroso.

                          Gilberto Felinto.








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS IR ME

GOTA DE EXISTÊNCIA

SAL DO TEMPO