A LÍRICA DO SOM


Versa-se o timbre
inaudito da alma
que a voz infiltra e afina
abranda e lavra

Versa-se o enleio
que a corda vibra e estala
e o coração da gente
ao doce acorde se regala

Versa entre nós ponte de som
 e o eco emana

e o amor conclama
 lírica noite se transcende em dom.

                             Gilberto Felinto.







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS IR ME

GOTA DE EXISTÊNCIA

SAL DO TEMPO