DESASSOSSEGO

Roubo a chave do sossego,
me desassossego.
Meu coração por inteiro,
traveste-se viageiro,
quanto mais vejo me cego.

Sinto de repente pouco
- eu e o mundo a meu redor -
Meu coração de tão oco
sabe o vazio de cór.

Gilberto Felinto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS IR ME

GOTA DE EXISTÊNCIA