MULHER BRASILEIRA

Dandara mulher de ação
na luta travada ali
no tempo da escravidão
viveu pra amar zumbi.
deu na miséria rasteira
com a sua capoeira
morreu pra libertação.

Foi Tarsila de Amaral
pintando nosso Brasil
na arte moderna viu
o bem transcender o mal.
os traços acorrentados
de um povo tão aviltado
seu pincel recoloriu.

No rádio e televisão
Carmen Miranda cantou
precursora no sonhar.
viu sua voz transformar .
o mundo se deleitou.
Elis veio ressoar
o festival da canção
na garganta o coração
no peito sobras de ar.

irmã Dulce anjo do bem
na sua alma retém
todos os grandes valores.
nas obras de caridade
viveu pra eternidade
adoçando os dissabores.

Chiquinha Gonzaga canta
na corte sua opereta.
compôs com sua faceta
a canção mais solitária
irreverente e lendária
maestrina anticareta.

princesa Isabel atora
de uma tal libertação .
na lei áurea redentora
trouxe ao povo comoção .
libertou a escravatura
em parte pela candura
em outra pela razão.

Olga Benário chegou
ao Brasil ressurgente.
amou o prestes tenente
nosso pais transformou.
pintando Anita Malfatti
traduziu em sua arte
a cor revolucionou.

Cora coralina conta
poetisa e ilumina
o mais árido sertão .
Maria da Penha atina
que sofreu desde menina
luta contra a opressão
dessa alma feminina.

Gilberto Felinto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GOTA DE EXISTÊNCIA

APENAS IR ME

SAL DO TEMPO